Categorias
Saúde

Dieta FODMAP: tratando a síndrome do intestino irritável?

Se você chegou até aqui, muito provavelmente você foi diagnosticado com a síndrome do intestino irritável (SII) ou desconfia que sofre desse mal. E portanto, já sabe como ela reduz e muito a qualidade de vida. Mas a nutrição pode te ajudar e MUITO!

Bom, a principal característica é dor abdominal nos últimos 3 meses acompanhado de mudança em frequência e consistência das fezes, pode ser do tipo diarreica ou constipativa.

O diagnóstico é feito por um médico gastroenterologista, e o é tratamento multiprofissional.

Como a alimentação pode ajudar?

A alimentação é peça chave na melhora da qualidade de vida de quem tem SII!

Alguns alimentos ricos em carboidratos complexos de difícil digestão são responsáveis por sintomas como distensão, flatulência e diarreia.

E, portanto, devem ser excluídos por determinado período, de 4 – 6 semanas, para que os sintomas reduzam ou até sumam.

Esse é o chamado protocolo FODMAP ou dieta FODMAP, bastante eficaz no tratamento da síndrome.

“E o que eu tenho que excluir?”

alimento rico em fodmap

Os alimentos fontes de frutose (maçã, por ex.), lactose (leite, por ex.), oligossacarídeos (lentilha, por ex.), polióis (maltitol, por ex.).

Percebe que alimentos saudáveis também aparecem na lista de exclusão?

ESSE É UM DOS MOTIVOS PELO QUAL A EXCLUSÃO DEVE SER SEMPRE ACOMPANHADA POR UM NUTRICIONISTA CAPACITADO.

Quando posso voltar a comer os alimentos com FODMAP?

Após o período de exclusão dos alimentos e melhora dos sintomas, a reintrodução dos alimentos excluídos deve ser iniciada.

É importante deixar claro que:

,A REINTRODUÇÃO É TÃO IMPORTANTE QUANTO A EXCLUSÃO!

Ela deve ser feita de forma GRADUAL para identificar quais são os alimentos GATILHOS para você e dessa forma, criar um padrão alimentar adaptado e individualizado.

Além do protocolo FODMAP, podemos pensar na inclusão de alguns probióticos e suplementação para evitar deficiências de vitaminas e minerais.

Agende uma ,consulta de nutrição e melhore sua qualidade de vida 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *